PAI NOSSO do REINO CELESTIAL! Dou a TUA PAZ (João 14.27; 20.19 e 21; Lc 24.36) e esta Mensagem para Retribuição e Salvação a teu/s (tua/s) filho/s(filha/s), meu/s(minha/s) irmão/s(irmã/s), _____________________________________, ao/s(à/s) que hoje ___/___/2010, o/s(a/s) fizeste/s que se deparasse/m (que fosse/m visitado/s(a/s) pelo TEU FILHO AMADO, JESUS, assumindo a aparência (disfarçado) de menesteroso, Eu, (Mt 25.31 ao 40), e foi/foram achado/s(a/s) digno/s(a/s) de TUA aprovação, pois, vendo-me necessitado, se deix(ou/aram) comover pelo TEU Espírito de Misericórdia (de caridade) para dividir comigo um copo de água, seu/s alimento/s, sua/s roupa/s, sua/s morada/s, sua/s possibilidades econômicas, me deu/deram ou possibilitou/aram transporte, ou me dotou/aram de algo que era necessário para eu continuar cumprindo esta Missão TUA em mim, João, e que, por essa razão, nós sabemos que, o seja nesta vida ou quando esteja/m no TEU Reino, segundo a que for a TUA Disposição, receberá/ão o pago de TUA Própria Mão como o disse JESUS: -E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos que vem como MEU discípulo, em modo algum perderá o seu galardão; (Mt 10. 42) e: -...recompensado te será na ressurreição dos justos. (Lc 14.12 ao 14) Queiras TU que não se deixe/m surpreender e fique/m omisso/s diante de outra/s visita/s de JESUS em outros disfarces (não te confunda ver a JESUS em uma lagarta: ELE é borboleta) e além da ajuda que deu/deram para mim, possa/m dar ajuda também a outro/s irmão/s! (*no final desta página) Porém, até isso acontecer, eu, João, O Mensageiro que TU levantaste para estes tempos, correspondo CONTIGO dividindo com ele/s(a/s) a Água (o Saber/a Palavra/a ) e o Pão (a Observância/as Obras) que TU destes para mim do que é... (Lc 10.42)...

O ÚNICO NECESSÁRIO E QUE SER-NOS-Á TIRADO NÃO!

O QUE FAZER PARA ALCANÇAR A SALVAÇÃO ETERNA?

Não vos deixeis confundir! A resposta é uma só, e a é FAZER A VONTADE DE DEUS! A OBEDIÊNCIA! A OBEDIÊNCIA A QUEM? (Aos vícios: álcool, fumo, drogas pesadas, ou aos que incitam a usá-las? Ao sexo e ambições/dinheiro e aos apelos do material, como “alindar” ao corpo? NÃO!): A O SENHOR! Ensinou JESUS: -Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos Céus, senão aquele que faz a Vontade de MEU PAI que está nos Céus. (Mt 7.21) E todas as Escrituras confirmam isso: Não é para querer sobrepor as nossas vontades À de DEUS (Mt 26.39) teimosos em pedir. Porém, fomos agraciados com O PERDÃO (A GRAÇA) para todo que fizermos errados, desobedecendo à Vontade de DEUS; pelo que arrependidos o pedimos, sem voltar a fazê-lo! (João 8.11) A GRAÇA sempre esteve no Espírito de DEUS! (Ex 33.19) DEUS sempre foi misericordioso! Porém, o povo escolhido não sabia o que era dar perdão, nem pedi-lo. Pediu perdão Adão? Ou, Eva? Nem pensar nisso; mas, contender com DEUS, sim! (Gn 3.12 e 13) Além de vir com a finalidade de DAR A MENSAGEM FIEL (João 18.37: com O ESPÍRITO DE VERDADE) JESUS veio ENSINAR A PEDIR PERDÃO, e A DÁ-LO, que é A VIA PARA OBTÊ-LO: ...perdoa as nossas dívidas assim como nos perdoamos aos nossos devedores,...(Mt 6.12, 18.21 e 22)

E, COMO FAZER PARA SABER QUAL É A VONTADE DE DEUS?

Não vos deixeis enganar por ninguém! DEUS é ESPÍRITO (João 4.24) e dá predomínio às coisas espirituais; ao permanente, não ao perecível. (João 6.27) Se alguém vos guia/induz a procurar/ trabalhar/pedir a DEUS dar satisfação ao efêmero/material ao que pede a carne e/ou o sangue/(ambições) pelas coisas fúteis/vaidades, não está ensinando a que é a VONTADE de DEUS, mas, a do Inimigo. Vede que JESUS não respondeu (não deu ouvidos, não atendeu) ao ladrão que pediu-LHE pelo efêmero (Lc 23.39 ao 43); mas, respondeu (ouviu/atendeu) ao ladrão que pediu-LHE pelo Eterno. E, TUDO QUE DÁ DEUS É DE GRAÇA (Mt 10.8): se algo não é dado de graça, é porque NÃO É DE DEUS. Ou é porque, se esse que o dá pagou pelo que recebeu, também não foi de DEUS que o recebeu. Então, se procuravas explorar a DEUS e resultas explorado por alguém que não é de DEUS (pois não foi de ELE que recebeu) que pede ou até exige/extorque dinheiro/riquezas, dízimos, etc., (A borboleta pediria dízimo de néctar, não o dízimo das folhas/frutos que são alimento para a lagarta, mas não presta para ela.) para te ensinar a que diz que é a VONTADE de DEUS (como: a ”toma de posse de bênçãos” ou “determinando” coisas que tu queres, em rebeldia contra DEUS, Dt 32.39) esse não está indicando a que é a VONTADE de DEUS; senão, a do Inimigo. Ou, é um bandido que está roubando a DEUS. O que Mandou DEUS foi dar-LHE Dízimos Espirituais, como os deu (e, muito mais do que isso) JESUS. (João 4.24 e 16.7, Ex 34. 20) Para, então, DEUS dar uma chuva (de Espírito) sobre a terra (João 16.13 e 14) abrindo as janelas do Céu para derramar sobre nós uma benção tal que dela nos advenha a maior abastança (“abastança” de Espírito: Mlq 3.10, At 2.2 ao 4) E; O SENHOR vos manifesta a SUA VONTADE pessoal e diretamente, espiritualmente/ telepaticamente, sem intermediários. JESUS não era intermediário: era DEUS próprio. E, senão, a guia está nos 4 Evangelhos. Só em Eles! Não vos guiem homens, sejam eles pastores, padres, ministros de igrejas, Paulo, teólogos ou quaisquer outros; pois, ELE ensinou direto, sem intermediários: para isso veio, para dizer a verdade. (João 6.45 e 18.37; Jr 31.34) E; a Salvação só está em DEUS. Ensinou JESUS: -...para o homem isso é impossível; mas, para DEUS tudo é possível. (Mt 19.26 e João 6.44)

E, COMO DEMONSTRAR QUE FIZEMOS A SUA VONTADE?

Que bandidos não vos iludam com fabulações de que o é “aceitar a JESUS por Salvador único e suficiente” ou “o sacrifício de JESUS“ ou que “JESUS pagou com o SEU Sangue“ por todas as nossas dívidas, e não precisamos de mais nada! Pois, é pelas nossas obras que seremos julgados, por serem elas as que indicam a VONTADE de quem é que estivemos fazendo/seguindo e obedecendo. Se o Sangue que JESUS derramou tivesse pagado todas as nossas dívidas, para que seria que ELE teria dado tantos Ensinamentos e Mandatos? Para que os obedecêssemos/ fizéssemos! Ou, que Estevão deveria morrer apedrejado (At 5.18) se JESUS já tinha pagado por tudo e por todos? Ensinou JESUS: Se ME amardes, guardareis os MEUS Mandamentos. (João 14.15 e 21) E todas as Escrituras, até as do último tempo, confirmam isso: ...e foram julgados segundo as suas obras. (Ap 20.12) E:-...o que as cumprir e ensinar... (Mt 16.27) e (Mt 5.19): ...dará a cada um segundo as suas obras. (Mt 16.27)

ENTÃO, NÃO É A FÉ A QUE SALVA, O SANGUE, O SACRIFÍCIO DE JESUS ou ACEITÁ-LO COMO SALVADOR?

Que os bajuladores não vos desnorteiem! Ter em alguém significa aceitar as palavras de esse alguém como dignas de ser cridas; como verazes. A nossa identifica à pessoa na que confiamos. O povo escolhido tinha ; mas, posta em Moisés, que não era a na pessoa certa, e por isso essa não dava a Salvação. (João 6.32 e 49 e 58) A que Salva é A que é posta em JESUS. Disse JESUS: -...a tua fé te salvou; (Mt 9.20 ao 22) A sua a Salvou porque foi posta em JESUS. (Mt 17.5) Mas, a entrada no Céu só a assegurou ao que LHE pediu nada para a carne. (Lc 23.42-43) A presta para indicar em quem é que confiamos e ao que queremos e temos por Rei por assim tê-lo aceito. Se tivermos em JESUS, seguindo-O depositamos a nossa em AQUELE que confiamos e queremos pelo nosso Rei: JESUS, DEUS CONOSCO! Porém, a alicerça a obediência até advir a compreensão (Lc 18.8) que é o que está vindo agora, através das provas da existência de DEUS mediante o método científico, que estou divulgando.

E; PARA A VIDA ETERNA EM SALVAÇÃO?

Ora, o anterior é OS ESTATUTOS que governam o nosso estar no mundo e os requisitos para nossa Salvação Eterna de sermos castigados pelas nossas transgressões (que não são castigos, senão conseqüências); mas, para entrar no REINO DE DEUS e à Vida Eterna em Salvação (em Comunhão com DEUS) os que em forma prévia devemos provar poder respeitar é OS ESTATUTOS DOS CÉUS, que governarão a nossa conduta no Mundo Vindouro e que foram postos em ALIANÇA (do Arco Íris) que DEUS instaurou o 17maio1997; que são:

I- PARAR DE TER FILHOS! Para ter um final dos tempos pacífico, pela nossa própria mão, obediente, em vez de pela Mão de DEUS, desapontada (Is 54.1; Mt 19.12 e 24.19; Lc 23.27-31) Embora ninguém saiba o dia nem a hora isso implica um final dos tempos em, no mínimo, mais de um século: quando morrer o último dos que nasça nos dias atuais.

II- PARAR DE CASAR/AÇASALAR! Pois devemos provar, hoje, que nos tempos vindouros seremos capazes de nos abster da relação sexual e matrimonial (Mt 22.29-32; Lc 20.34-36) Salvo com esposa/esposo na virgindade recíproca, limiar da tolerância de DEUS, que o consagra DEUS diretamente, sem igrejas.(Mlq 2.14-16) Mas, sem ter filhos.

III- FINDAR A EXISTÊNCIA DE IGREJAS SOBRE A TERRA COMO REPRESENTATES DE DEUS, BEM COMO DE LOJAS HERMÉTICAS. DEUS toma o pastoreio/ensinamento/condução de SUAS ovelhas –nós- por ELE MESMO, diretamente. (Jr 31.33-34; Ez 34.10 e 15 e 23; Ap 21.22) Todas se desviaram de ELE (Satã infiltrou-Se e as encheu com Seus seguidores Satânicos): adulteraram a água/ensinamento. Viraram seguidoras dos Judas Iscariotes, dos Paulo (Saulo) e dos Satães (Mt 23.15): pois, estão a ensinar um DEUS que dizem é ESPÍRITO; mas, cheio de avidez pelo dinheiro/bens materiais: então, NÃO É ESPÍRITO nem O DEUS ALTÍSSIMO. E, dar-lhes dinheiro é fortalecer ao Inimigo.

IV- PARAR DE BUSCAR A SAÚDE OU ESTICAR O TEMPO DE VIDA POR FORA DE DEUS: Pois, para o nosso bem é que devemos nos manter dentro de SEU PLANO (2Cr 16.12; Jr 17.5; Mt 16.21-23, 26.51-54; João 18.11) Lagarta deve morrer, e morrer no momento certo, porque se não morre não vira borboleta. E nós, Anjos.

V- PARAR DE ALIMENTAR A AMBIÇÃO (E, AO INIMIGO: O MATERIAL) PELA BUSCA DAS POSSESSÕES MATERIAIS (COMO PELA TIMBA/JOGO, ASSASSINATOS “POR COMANDA”, FALSOS TESTEMUNHOS, SEDUÇÃO PARA ENTRAR EM CONDUTAS PREJUDICIAIS, E TUDO ISSO) QUE DEUS NÃO NOS DEU. Pois, o que DEUS não dá é para todo de bom para nós, embora não o compreendamos do mesmo modo (Mrc 10.17-25; Lc 16.22-25)

VI- EMANCIPAÇÃO DO ESPÍRITO DA MULHER DO ESPÍRITO DO HOMEM. É dádiva que já estava profetizada para quem se acolha a esta Aliança. (Joel 2.28-29; Lc 2.36)

VII- DISTRIBUIÇÃO DOS 144,000 ENTRE TODOS OS POVOS SEGUNDO OS TIPOS CARACTEROLÓGICOS DEFINIDOS POR ISRAEL EM Gn 49.1-28. Será outra dádiva profetizada para os que se acolham a esta Aliança.

E; NÃO VOLTAR ATRÁS; NEM QUERÊ-LO e NEM OLHAR PARA TRÁS! (Gn 19.26; Jr 7.24; Ez 46.9; Mt 8.21-22; Lc 9.59-62)

A MENSAGEM PARA HOJE?

(A MENSAGEM PARA ESTES TEMPOS, OS DO SÉCULO DADO PARA O FINAL) É a Mesma do sempre: ÉS ABENÇOADO! SOMOS ABENÇOADOS! DEUS pela SUA Própria Mão abençoou-nos desde o Princípio. (Gn 1.28:E DEUS os abençoou...”

Para os que não crêem na existência de um SER que tenha as características que são preconcebidas como inerentes às de um DEUS, a Mensagem consiste em que EXISTE DEUS! E que, desde faz bem mais de uma década (desde o 1ºdez1993) DEUS deu um sinal científico (provas científicas) da REALIDADE de SUA EXISTÊNCIA! E elas estão a disposição de qualquer um que tenha interesse ou curiosidade sã por conhecê-las, para dá-las total-mente de graça! Pela via da palavra falada (a PALAVRA VIVA: O VERBO) ou da escrita. Ou, para enviá-las pela internet. Ou no meu site web. (Compreensível que ninguém creia na existência de DEUS se se guia pelo que ensinam as igrejas que escandalizam o Reino de DEUS apresentando a O NOSSO PAI CELESTIAL como cobiçoso pelo dinheiro/bens materiais. Pela GRAÇA de DEUS e para que alguém seja salvo (At 10.34-35) existem os ateus retos “bons samaritanos” que dão esmola aos pobres/povos (At 10.2). Porque os “evangélicoscom raras exceções- são piores que praga de gafanhotos, correm a dar seus dízimos a pastores vigarista; porém, se vêem um morto de fome olham para outro lado. Destrutivos do que não construíram, mas que o construiu O DEUS ALTÍSSIMO: o saber para entrar no Reino de DEUS)

Para os que já acreditam na existência desse SER ao que costumamos chamá-lo de DEUS, ou para os que, devido a terem recebido as provas e o conhecimento que estou divulgando para DEUS confiram pela metodologia científica que o EXISTIR de DEUS é uma REALIDADE, fatos (ciência, então) e entraram a crer, há 4 pontos fundamentais para ter nas nossas mentes que nem sempre (ou, nunca) foram avaliadas com discernimento esclarecido:

a) O primeiro, que DEUS nos AMA! (João 3.16) Até mesmo quando somos ingratos com ELE (Ez 18.23) É que, com todo o que deparamo-nos provindo da Mão de ELE, SEMPRE É PARA TODO DE BOM PARA NÓS! Embora não gostemos do que nos dá -ou, do que nos retém de dar- e por isso achemos que ELE seja ruim. Mas, devemos ponderar que DEUS SABE e melhor do que nós. Muito melhor! E isto implica algo do que não fomos ensinados e que o vemos melhor mediante um exemplo: Temos uma dor de dentes que está mais forte do que quando começou; alguém pergunta-nos se melhoramos da dor, quem é o que não responderia que piorou? E; a resposta certa não pode ser outra do que: -Sim, estou melhor. Doe mais; porém, DEUS está no controle e ELE não faz coisa nenhuma que não seja para todo de bom para nós e para o nosso bem! Pensar diferente implicaria achar que DEUS não está no controle de todo; ou, que é ruim. E sentirmos e apregoarmos vitoriosos quando no nosso corpo (na matéria) estamos mais derrotados e medonhamente destruídos. Que foi o modo e na que consistiu a vitória de JESUS sobre o mundo (João 16.33) e sobre Satanás. (Mt 16.23) Ainda os pastores de igrejas “ensinem para burro” o oposto. E em sentirmos ricos quando não temos onde cair mortos. (Dt 32.39; 1Sm 2.6; Os 6.1) Os havemos que somos tão desnorteados que somos confundidos mediante qualquer sedução; e levam-nos a pedir loucamente a serpente com a idéia que venderam-nos de que isso era o peixe. (Lc 11.11) E DEUS o retém de dar, para nos proteger; mas, quando teimamos nisso, finalmente DEUS o dá. Embora nos leve à ruina. O que DEUS retém/guarda para nos dar sem ter que pedi-lo está além do melhor que pudermos almejar ou sonhar. Jamais passaria pela cabeça de uma lagarta querer ser e pedir algo como “virar uma borboleta”, porque ela nunca viu uma e nem sabe que existem. Pois, não as que vemos em nós, mas as que vemos nos nossos próximos, é o que alimenta as nossas vontades devido à inveja. Que é o que se manifesta em descontentamentos com os que recebemos de DEUS, que levam-nos a barbear, cortar cabelos, tirar sobrancelhas, plásticas (siliconadas) tatuagens, piercings, maquiar, para nos “alindar”, sentindo que tivéssemo-nos feito com melhor discernimento que o de DEUS. E; no entanto, DEUS guardou/reservou para dar à lagarta após a sua “morte” a maravilha de virar borboleta, sem ter ela que pedi-lo. E; para nós, as reservou melhores! E; embora eu também os nomeio com descuido, esses nas Escrituras Sacras que alguns vêem como castigos terríveis, cruéis, impostos por DEUS para punir condutas que caem fora de SEUS Mandatos (que esses inferem que isso de um “bom DEUS” e de que “DEUS É AMOR” são enganos brutais por cruel e sem misericórdia ser ELE) eu vos chamo ao entendimento do que ninguém ensinou: esses não são castigos; senão conseqüências. Inevitáveis, que são regidas pelo equilíbrio entre todo o que existe! Como se eu dissesse para um filho pequeno: -Não ponhas o dedo na tomada, porque morrerás! Não lhe estou impondo um mandato que se desobedecesse vou puni-lo com a morte: só procuro protegê-lo dando-lhe um alerta sobre as possíveis conseqüências de mexer com a eletricidade. O que menos quero é puni-lo: é a eletricidade que o matará, e não é porque em vez de eu, seja ela a que lhe impunha um castigo, senão que, se o eletrocutar, é pela condição/ propriedades de ela. Não há nada de castigos em tudo isso. Se esse alerta fosse presenciado por um selvagem que não conhece a eletricidade nem seus efeitos, a sua ignorância o levaria crer eu estar ameaçando ao meu filho com a morte como castigo pela sua desobediência, e ser um desalmado; e não por aí. No entanto que a ignorância de ele faria que não alertasse a um filho de ele, e se nós fossemos ignorantes de sua ignorância, acharíamos que o selvagem não se importa/preocupa pela sorte de seu filho; e também não é por aí. Nessa condição -do selvagem- estamos nós aos Olhos de DEUS, pela nossa ignorância do que acontece no Mundo de DEUS. Porque essas coisas estão fora do nosso saber -são invisíveis para nós- como também o está o mundo da borboleta em relação ao da lagarta: mas, que DEUS sim sabe. Quem Ama avisa sobre o que mantém em equilíbrio o cosmos tudo (Jô cap. 38, 38.33) e que pode nos ser prejudicial. Até mesmo se para isso tivesse que pôr a sua vida! (João 3.3 e sgtes) O que não ama, oculta o saber ou engana. (Gn 3.1-19) Se os vê como “castigos” porque os que redigiram essas Mensagens de alerta eram de um povo que só conhecia de “crime e castigo”. Porém, assim como não é porque a eletricidade eletrocute alguém por coisa de castigar por um crime, senão uma conseqüência da concretização das providencias (Leis Naturais/Físicas) determinadas por DEUS (sem as quais o Cosmos todo nem nada tivesse podido ser Criado) com a finalidade de possibilitar seu funcionamento coerente e harmonioso, assim como também não é por castigo do pai terreno, o é menos ainda do PAI CELESTIAL: DEUS.

b) O segundo, que DEUS não está morto! DEUS ESTÁ VIVO! (João 5.17; Ap 4.9) E; por estar VIVO, pode falar. E o faz: FALA! Não precisa de intermediários. E; até mesmo, nem sequer de Escrituras Sagradas. Só que, a SUA, é uma fala Espiritual/Telepática que nem todos a identificam. Nem a entendem ou levam a sério... Costumeiramente porque não querem segui-la.

c) O terceiro, que a Mensagem que DEUS nos deu através de SI MESMO (de JESUS, que é ELE MESMO, EMANUEL: DEUS CONOSCO) É FIEL E VERDADEIRA! E tanto A é, que é A única totalmente verídica. Considerar isto é muito importante porque todas as outras Mensagens nAs que ELE usou-SE de intermediários (forem eles Profetas ou Mensageiros) eram tão só parcial e não muito fielmente verdadeiras. Mas, entendam-se duas coisas: Uma, que a Mensagem no nível do Emissor de Ela, DEUS, era totalmente fiel e verdadeira. Porém, se alguma falha aconteceu na transcrição de Ela (Jô 15.3) foi porque o Profeta/Mensageiro não As compreendeu na Sua totalidade; ou, não o fez com proficiência. Daí que Nicodemos não conhecesse aquilo do que JESUS falava; e esse fato confirma o que digo. (João 3.10) Duas, que, com isto não quero dizer que as Sagradas Escrituras devam ser jogadas fora; ou, não devam ser levadas em conta; ou serem corrigidas no que em Elas achemos estar errado: NÃO! Elas devem ser mantidas com a maior fidelidade ao Seu Texto Original, porque é o mais importante/relevante que temos! Porém, devem ser observadas com tino/ponderação. E; posto salvo pelas provas científicas que estou divulgando para DEUS, para nós é muito difícil discernir/determinar o que em Elas é fiel e verdadeiro do que não o é (por se tratar de um erro de compreensão ou transcrição do Profeta/Mensageiro) é conveniente se guiar/conduzir quase exclusivamente pelo contido nos 4 Evangelhos. Pois, só houve Uma Testemunha Fiel: JESUS! (Ap 3.14) E isto implica que todas As outras não foram testemunhas; ou não foram totalmente fieis; ou as duas coisas. (Jô 4.18)

d) O quarto, o é a ALIANÇA do ARCO ÍRIS (estabelecida o 17maio1997 no Grande São Paulo, Butantã) que figura encima nesta página.

================================================================================

(* aqui chamada que vem de encima) Devemos ponderar: DEUS todo o fez perfeito; se algo achamos não o ser, é que não o estamos avaliando mediante a aplicação dos conhecimentos certos. Todos os seres vivos temos METABOLISMO, e isso é assim devido a uma decisão discricional e unilateral de DEUS. Nós não pedimos que fosse assim. E isso nos fez fracos e vulneráveis: a fome dobra a integridade moral e espiritual até do mais íntegro, forte e valoroso. Esfomear é arma quase invencível da que se usa o Diabo (Mt 4.1-4) E DEUS o sabe e NÃO SE EVADE DESSA RESPONSABILIDADE. Pois foi ELE O que nos criou assim. Daí que DISPÕE o apropriado (que o encontramos nas EE.SS.) para que todo ser vivo -inclusive nós- tenha o sustento (Mt 6.26; Dt 15.11 e 23.24-25) Então, é o PRÓPRIO DEUS que providenciou para que cada uma de SUAS criaturas vivas tenha o justo: nem de menos nem demais. (Ex 16.17-18) Então, se há pobres não é porque DEUS não providenciou, senão porque eles são o argumento no PLANO DA SALVAÇÃO para os ricos se salvar, ajudando-os. Daí que ajudar ao pobre não seja obrigação dos ricos perante os pobres senão perante DEUS (Dt 15.11: Pois nunca cessará o pobre do meio da terra; pelo que te ordeno, dizendo: Livremente abrirás a tua mão para o teu irmão, para o teu necessitado, e para o teu pobre na tua terra). Daí que “ladrão”, para DEUS identifica ao que pegou demais... Salvo o use para ajudar ao pobre: e NÃO ROUBARÁS significa: não tomarás mais do que precisas... Salvo que o dividas com os pobres. Zaqueo, (Lc 19.2-19), porque dividiu com os pobres o que roubou (o que tomou demais), alcançou a salvação; bem como o mordomo fiel, porque usou do que o patrão deixou-lhe para alimentar aos seus conservos (Lc 12.42-43: Qual é pois o mordomo fiel e prudente, a quem O SENHOR pôs sobre os seus servos, para lhes dar a tempo a ração? Bem-aventurado aquele servo a quem O SENHOR, quando vier achar fazendo assim...) como o que nasceu rico; entretanto que o mordomo infiel, que não fez o mesmo, perdeu-se, Lc 12.42-48; o mesmo do que o rico de Lc 16.19-25. E tudo na Bíblia consagra isso, pois DEUS Manda não juntar muitas riquezas (Lc 3.12-14), o excesso de dinheiro miserabiliza/ empobrece/insensibiliza ao que o tem em vez de enriquecê-lo: Infelizmente o rico é pressa fácil para o Diabo o fazer sempre achar não ter demais. E; se alguém acha que tudo isto são bobagens religiosas, coisas de “acredite se quiser” ou de “tome-o ou deixe-o” o conferimos nos fatos da realidade; pois, será que é por acaso que os nascimentos naturais originam praticamente igual quantidade de mulheres que de homens? Ou o será para que haja uma mulher para cada homem e vice versa? E que o adultério (usar mais de um/a) seja proibido? (Dt 5.18) E também Dt 5.21, cujo resumo seria “contenta-te com o que tens”... e se és pobre fica assim! Comidas dietéticas, emagrecer, cirurgias para redução de massa corporal, é blasfêmia contra DEUS o mesmo do que qualquer vicio. Pois, havendo pobres aos que lhes falta, isso é jogar comida no lixo. E mesmo; não é porque alguém trabalhe que deve dar-se-lhe comida (2Ts 3.10), como extemporaneamente mandou Paulo, porque não é o trabalho o que justifica a alimentação senão termos metabolismo; e disso não é o homem o que cuida, senão PREOCUPAÇÃO de DEUS (Mt 6.26: Olhai para as aves do céu, que nem semeiam nem segam... e vosso PAI CELESTIAL as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que eles? Nem seguir aquilo de que “não dê o peixe, ensine a pescar” (que permite fechar os olhos à fome alheia e não dar um nem o outro; nem o anzol e a cana de pesca ou o dinheiro para comprá-la) ou de encomiar/estimular aos que dão a cães/ pets o trato que deveriam dar aos humanos e aos humanos os tratam como se forem cães, e assim. Porém, não é para o rico sentir animosidade contra o pobre nem o pobre contra o rico, porque nenhum dos dois pediu para nascer rico ou pobre e então não podem ser responsabilizados nem punidos por isso: são a conseqüência de O PLANO DE DEUS em ação.

Mensagem Revelada, redigida e divulgada por João Mensageiro de DEUS para o século XXI (no 8.o DIA DE DEUS no 3.o MILÊNIO DOS HOMENS) Versão atual, Brasília (DF) BRASIL, 07-01-2010